FAÇA SUAS DOAÇÕES ONLINE POR AQUI!
DOAÇÕES

MILAGRES

VEJA OS GRANDES MILAGRES E MARAVILHAS QUE DEUS TEM FEITO NESSA IGREJA!

Família inteira catava lixo nas ruas

O bispo e sua família não se cansam de agradecer a Deus

10/08/2017

Matéria de: Madalena Mattos


Família inteira catava lixo nas ruas
FOTO: Divulgação

Quem olha para a vida do bispo Alexandre Pereira e de sua família hoje, nem acredita o drama que passaram. Ele conta que tudo começou quando o Amauri, seu pai, sofreu um grave acidente de carro em uma rodovia, ficou com problemas mentais e virou mendigo. O distúrbio psíquico foi tão sério, que Amauri foi parar em um manicômio. Após meses de internação, seu pai voltou para casa. Durante a sua recuperação ao lado da família, mas sem emprego, pediu ajuda para os irmãos, que, além de negarem, brigaram com Amauri pela divisão da herança. “Eles diziam que o meu pai não estava em condições de ficar com dinheiro”, frisa o bispo. Chateado com a negação da partilha dos bens e com problemas de saúde, seu pai saiu para a rua e não voltou mais para casa. Depois de viver como mendigo quase um ano nas ruas, uma tia do bispo encontrou o Amauri jogado em uma das avenidas da cidade de São Paulo, onde a família morava. “Estava muito magro, barbudo, esfarrapado e todo sujo quando ela o encontrou e o levou para casa. Eu tinha cinco anos de idade quando vi essas cenas. Foi tudo muito triste”, relembra o bispo, emocionado. Depois de alguns anos que o seu pai já estava em casa recuperado, tinha recebido sua parte da herança, concedida pela justiça, e estava, inclusive, indo à igreja, teve um ataque cardíaco fulminante. Amauri acabou morrendo nos braços de Alexandre e de sua mãe. Revoltado, inclusive com Deus, pela morte do pai e por tudo o que havia acontecido a eles e à família, Alexandre Pereira, que tinha quase 15 anos de idade, resolveu beber, passar noites fora e até roubar sem necessidade, afinal, à época, sua mãe era diretora da Casa de Detenção da Praia Grande e ganhava o suficiente para sustentar a casa.

“Eu fui a vergonha da família”

“Quando a vizinhança ficou sabendo que eu vivia dando dor de cabeça para a família, todos diziam que tinham dó da minha mãe. Virei a escória, o lixo, a vergonha da família”, relembra. O único irmão que Alexandre tinha era mais velho e só o espancava. Eram verdadeiros inimigos. Depois da perda do pai, da discórdia com o irmão e de tanto sofrimento, conheceu Juliana, sua esposa, e então tudo começou a mudar. “Além de receber vários convites das pessoas para aceitar Jesus, resolvi participar de uma reunião, e exatamente neste dia me converti. Queria mudanças em minha vida”, destaca. Logo depois, sua sogra o convidou para participar de um culto de uma outra igreja. Ele entrou de cabeça. Nesse período, Alexandre e a família compraram apartamento, restaurante, três pizzarias, mas o seu sonho era ser um obreiro, um pastor. Apesar do seu ideal, o pessoal do templo sempre o desanimava dizendo que ele não tinha chamado, vocação, principalmente depois que sua esposa teve o seu segundo filho. “Lá na igreja, eu só ouvia que não tinha capacidade para ser pastor, então resolvi abandonar um emprego em uma multinacional. Vendi carro, todos os móveis de casa, inclusive o berço do meu caçula, que estava para nascer. Até o dinheiro que eu tinha guardado para o parto do meu filho eu doei todo para a igreja. Ficaram só as paredes e a minha família em casa. Dormimos muito tempo no chão. Ficamos sem nada e, por doar tudo na igreja e deixar de pagar aluguel e contas de luz, sofremos quatro despejos e moramos em porões. Diante das dificuldades, das derrotas, acabei falando para a minha esposa ir embora. Nessa época eu pensava apenas em suicídio”, relembra. Depois de trabalhar muito, conquistar dinheiro e alguns bens e doar tudo para a igreja, Alexandre ficou apenas com a roupa do corpo, e então, ele, a mulher e os quatro filhos começaram a catar latinhas, cobre e papelão nas latas de lixo que reviravam das 23h30 às 4h da madrugada. Além disso, ainda disputavam a reciclagem com outros catadores. “Era uma briga até para pegar o lixo de valor maior”, relembra a pastora Juliana, que tem pânico de baratas, mas conviveu por muito tempo com elas quando revirava as lixeiras. “Nossa situação era deplorável. Eu chorava todos os dias ao lado dos meus filhos”, destaca. Igreja Mundial e sonhos Certa madrugada em que catavam os restos, o bispo Alexandre lembrou que, quando se casou, havia prometido ao sogro que jamais iria deixar faltar alguma coisa para a filha dele. Ao se lembrar dessas palavras, mandou todo mundo parar de recolher os resíduos. “Para, para!”, gritou. “A partir de hoje, ninguém vai catar mais nada nas latas de lixo. Se eu sou um homem de Deus, Ele vai mudar a nossa história”, determinou com fé. Com a vida no fundo do poço, foi convidado para ir à Igreja Mundial do Poder de Deus. Após assistir as pregações do apóstolo Valdemiro Santiago na TV e começar a participar dos cultos, sua vida e a da família mudaram completamente. Foram várias as bênçãos alcançadas a partir deste momento, inclusive em relação à saúde. Uma dor insuportável que Alexandre sentia há muito tempo na virilha despareceu. Ele deixou de usar um par de óculos de 2,5 graus, depois que passou a enxergar normalmente. Sua esposa tinha uma hérnia grande, do tamanho de uma laranja, no abdômen. A hérnia despareceu instantaneamente. O sonho de ser pastor foi concretizado na Igreja Mundial, e hoje ele é bispo; sua esposa, pastora, e os seus quatro filhos, Luiz Gustavo, Matheus, Elisa e João Victor, os auxiliam no altar, tocando e louvando a Deus na igreja, no Estado de Rondônia. Ciente de que o Senhor operou grandemente em sua vida, o bispo e sua família não se cansam de agradecer a Deus por terem conhecido a Igreja Mundial há 13 anos, onde Ele realizou e continua realizando os seus sonhos. “Eu sofri, passei muita necessidade, quase desfaleci, mas Deus me restituiu tudo o que perdi e ainda acrescentou muito mais”, declarou.

"Tem compaixão de mim, Senhor, porque eu me sinto debilitado; sara-me, Senhor, porque os meus ossos estão abalados."

Salmos 6:2
CopyRight 2019. Todos os direitos reservados. Mundial Igreja do Poder de Deus.