FAÇA SUAS DOAÇÕES ONLINE POR AQUI!
DOAÇÕES

PALAVRAS

A PALAVRA DO SENHOR TEM PODER, DEIXE ELA TRANSFORMAR SUA VIDA!

Não se distancie de Deus

Lucas 15:11-32

08/01/2016

Por: Apóstolo Valdemiro Santiago

Matéria de: Victor Correa.


Não se distancie de Deus
FOTO: Pedro Itaboray

E disse: Um certo homem tinha dois filhos; E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda. E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente. E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades. E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos. E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada. E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti; Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros. E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés; E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos; Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se. E o seu filho mais velho estava no campo; e quando veio, e chegou perto de casa, ouviu a música e as danças. E, chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo. E ele lhe disse: Veio teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo. Mas ele se indignou, e não queria entrar. E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos; Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado. E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas; Mas era justo alegrarmo-nos e folgarmos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; e tinha-se perdido, e achou-se. Quem pediu os bens foi o menos experiente. Quanto mais o tempo passa, mais ganhamos experiência com Deus. Vivemos momentos difíceis e Deus vai nos abençoando, nos respondendo e chega um momento em que estamos tão maduros na fé que os problemas, mesmo com um grau de dificuldade elevada, as pessoas se admiram. Chega um ponto na vida da gente que mesmo não vendo saída, sabemos que Ele tem e Ele sabe de tudo. Essa oração, essa reivindicação não agrada. Eu e você conhecemos a bíblia, a palavra e ela nos ensina que as orações que tiveram resultado são as que nos humilhamos. Lembram-se do Centurião? Ele veio chorando, se humilhando. A mulher que pediu e se comparou aos cachorrinhos foi com humildade e recebeu. Deus nos dá a receita, mas às vezes, nós nos achamos cobrando, reivindicando, cheios de direito. O mundo ensina isso. Filhos na hora de pedir, porque na hora de obedecer não é. A maioria só é filho quando quer chegar perto da mesa. Se eu sou filho para pedir, tenho de ser filho para obedecer e filho obedece. O filho mais moço disse: dá minha parte que me cabe. O pai repartiu e deu a parte dele. O filho mais moço pegou o que era seu e foi para uma terra distante, onde gastou seus bens de modo desregrado, relaxado. Mesmo os homens mais ricos do mundo podem ficar pobres de uma hora para outra. Eu e você já vimos casos recentes. Nenhum bem, nenhum valor, nada, nem uma grande amizade, pode nos dar segurança. Nem Valdemiro, nem seu esposo, sua mulher, seus filhos, nem governo nenhum na face da Terra garante sua segurança. Nunca um governo arrumará um policial para cada habitante e, mesmo que um policial fosse com você, não estaria seguro. O homem mais sábio do mundo disse que, se o Senhor não guardar a cidade, estamos em apuros. Salomão, salmo 127. Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. (Salmos 127:1). Eu e você começamos um ano novo e nossa proposta é essa, viver cem por cento, dia e noite, debaixo das asas do Senhor. Aquele filho tinha tudo o que precisava, faltava nada para ele. Tinha companhia do pai, estava debaixo das asas do pai. Mesmo assim decidiu partir, viver por conta própria. Alguém sugeriu a ele que era auto-suficiente. Pediu seus bens e foi. Começou a viver de uma forma desregrada e desperdiçou tudo. Depois de ter acabado tudo, veio sobre o país grande fome e ele passou grande necessidade. Sem a presença de Deus é o que pode acontecer conosco. Se nos afastarmos Dele, as necessidades baterão às nossas portas. São muitas e eu e você temos muitas necessidades que só podem ser supridas Nele. Aliás, o homem não pode receber coisa alguma se do céu não vier. Não se iluda achando que seu diploma, suas riquezas, sua capacidade, lhe renderá o que precisa. Se você for acima da média, toda hora baterão nas suas costas, sugerindo que você é auto-suficiente, capaz, que você pode. Satanás tem as armas e estratégias dele. Ele observa as características de cada um. Alguns ele tenta bombardeando com dificuldades. Ele quer causar inimizade entre nós e Deus, nos fazer nos afastarmos da casa do Pai, como aquele jovem fez. Muitos me ouvindo agora estiveram na casa do Pai e se afastaram. Eu posso chamar assim. Quando entro no templo, me sinto na casa do Pai. O diabo sugere independência, mas se queremos ser independentes, temos que depender de Deus. O diabo sugere tanta coisa. Se alguém é inteligente ou capaz ou se alguém recebe de Deus algumas virtudes, o diabo sugere à pessoa que ela não precisa de nada. Aí vem a soberba, a vaidade. Sentimentos que não agradam a Deus, como a injustiça, por exemplo. Isso anula sua fé, sua esperança e daqui a pouco, você não se sente mais à vontade. Aqui, me sinto como se estivesse no céu, mas tem outros que não se sentem tão à vontade na casa de Deus. Você se lembra que Adão e Eva, antes de desobedecerem a Deus, se sentiam muito à vontade diante do Pai, era muito natural, nem percebiam que estavam nus. Mas quando desobedeceram, sentiram vergonha. Na igreja, na casa do Pai, é assim, uns se sentem à vontade, outros se sentem envergonhados. Você precisa se ambientar na casa do Pai, ou seja, dar liberdade ao Espírito do Senhor da sua vida. Você precisa se enturmar com Deus, se sentir como na casa do seu pai, confiar Nele, esperar só Nele e amar a Ele acima de tudo e não atribuir a Ele seus fracassos, suas derrotas, suas frustrações. Aquele moço estava equivocado. Ele queria a parte dele para ir bem longe e foi, pois tinha muitos recursos. Isso deu a ele uma suficiência enganosa que o levou muito longe. A vida é assim, quanto mais recursos conquistamos, mais longe de Deus temos costume de ficar. Deveria ser o contrário, deveríamos nos apegar mais a Ele à medida que Ele acrescenta em nossas vidas. Temos que nos apegar mais e depender mais de Deus quanto mais Ele acrescenta na nossa vida. Deveria ser assim com todos, mas veja que aquele moço, ao pegar os bens, se sentiu auto-suficiente e foi para terras distantes. A pior coisa que pode acontecer conosco é nos distanciarmos de Deus. Se o Pai não tivesse dado nada para aquele filho, ele não teria se distanciado tanto. Mas quantos já questionaram o Pai porque pediram determinadas coisas e elas não vieram. Hoje mesmo, você talvez não entenda o porquê pede algo com tanta fé, que já projetou algo e já concebeu aquilo, mas não acontece nada e você questiona o Pai. Pessoas próximas de você te questionam por que não aconteceu. Mas provavelmente, se isso tivesse acontecido, quem sabe você não se distanciaria do Pai. É assim que você olha. Já pedi muitas coisas a Deus e hoje Ele me dá muitas coisas que nunca sonhei receber. Isso sugere que, na vida, não é só pedir e receber, é preciso se preparar e, quando você estiver no estágio que Deus representa mais que tudo e todas as coisas, é o momento que Ele vai começar a derramar. Há momentos na nossa vida que Deus dá que nem conseguimos guardar de tantas bênçãos, de derramar. E não significa esperar muito tempo, muitos esperaram e continuam despreparados. As mensagens e os ensinamentos que Deus nos dá nos preparam. A palavra tem sido nutrientes para você, que tem conseguido compreender melhor as coisas de Deus e isso me deixa emocionado. A relação que eu e você temos de ter com Deus é de filho e de pai, sem cobrança, sem barganha, sem exigência, sem pedir a parte que lhe cabe. Pode pedir o que quiser, mas nunca diga que lhe cabe, porque não cabe coisa nenhuma, pelo contrário, fomos achados. Quer ver uma coisa? O mundo está lotado agora nas boates e nas cadeias e nós estamos na casa do Pai. Eu duvido que haja qualquer adversidade que possa tirar minha fé. Eu poderia estar numa boa festa agora, em Copacabana, ou outro bom lugar, ou num hospital, mas estou na Casa do Pai. Ele me trouxe para cá porque Ele me escolheu. Você também, ainda que existam pessoas que nem sabem por que estão aqui para passar o ano conosco, mas é porque Deus já te incluiu no testamento.

Igreja, Deus escreveu seu nome no testamento.

Talvez você veio para cá chumbado, estouraria o bafômetro, mas Deus escreveu seu nome lá. Se Ele for repartir, você já tem parte. Sua religião ou ser ateu não fará a diferença. Pode falar. Se Deus resolver partir os haveres hoje, seu nome está ali, porque você poderia estar em qualquer lugar, mas você está na casa do Pai. Em muitos lugares, tem alguém que inclina os ouvidos, porque normalmente um testamento é lido para os herdeiros e essa criatura que acha que está desprezada, abandonada, sem parte nenhuma, está ouvindo a leitura do testamento em que ela foi inclusa. A palavra de Deus é maravilhosa. Aquele jovem desperdiçou os haveres. Não é a melhor maneira de se buscar bens e conquistas. A melhor maneira, mostrarei a você daqui a pouco na bíblia. A fome assolou aquele lugar e aquele moço passou necessidade. O que garante a qualidade de vida é estarmos perto de Deus. Esse estar perto do Pai não é necessariamente estar no templo, é se manter debaixo das asas Dele. Quando você sair e aonde você for, as asas do Pai estarão sobre você e ninguém pode tirar isso de você, porque não foi você quem escolheu ou resolveu isso. E existem, lamentavelmente, crentes que descem a lenha nos outros. Me lembro da oração do fariseu quando ouço falar deles. Jesus não o ouviu, porque se você é tudo de bom, Jesus não precisa ouvir você. Não pense que arrebenta, ou você vai se dar mal. O jovem estava distante. Quando estamos distantes, perdemos fácil. Tudo se dissipou. Nada do que você tem dá cobertura a você não, Deus dá. Esse negócio de crise ou não crise não diz respeito a você, o que diz respeito a você é estar ou não junto do Pai. Que a crise vá para os quintos dos infernos, porque se você estiver junto do Pai, tudo o que é do Pai é seu. O sujeito começou a comer ração. Comer bolotas. Quem come ração é animal. E enquanto ele vivia como um cachorro, lembrou que tinha tantos empregados na casa do pai que comiam melhor. Eu e um amigo tratamos animais com soro de leite que queríamos e não podíamos beber. Os porcos comiam lavagem com tanta coisa boa no meio... Mas tudo azedo. Esse moço passou a comer azedo, porque estava distante do Pai. A Palavra diz que o Senhor está perto daqueles que O buscam. Não pense em desistir, nem se distanciar. E, se estiver distante, saiba: nenhuma religião pode aproximar você de Deus. Religiões têm problemas sérios, algumas até matam em nome de Deus. Não se afaste de Deus. Aquele moço entendeu que vivia insatisfeito mesmo tendo tudo e às vezes, nós vivemos insatisfeitos mesmo tendo tudo de Deus. Foi preciso se afastar para perceber. Quando a pessoa chega à miséria, ela inveja até a posição dos outros e se lembra de tudo o que perdeu. Quando você ficar distante da presença de Deus, só há uma coisa que pode nos acontecer, que é sermos tratados como porcos. Veja o que acontece com uma pessoa que se distancia de Deus. Na companhia do Pai, ele era rico. Ele então caiu em si. Os empregados do pai tinham mais fartura. Nós temos fartura e vemos isso aqui. Quando estávamos longe do pai, comíamos qualquer coisa. Hoje, eu e você tratamos uma tempestade como se fosse um copo d'água, porque estamos na casa do Pai. E Ele é muito grande, Ele nos dá uma visão... Antes, qualquer coisa era um desespero, mas hoje, nosso bem maior, nosso grande objetivo, não é na Terra, é o porvir, é a vida eterna. O mundo não entende isso. O moço desejava comer a ração dos porcos e reconheceu quantos dos trabalhadores do Pai tinham fartura. Ele decidiu voltar. Jesus fez uma comparação dizendo que ele não era ninguém. Quer ter fartura? Tenha Jesus à sua disposição o tempo inteiro. Fartura é saber que os ouvidos do Senhor estão inclinados para nossa oração. Eu posso dobrar meus joelhos sabendo que vivo em fartura. A riqueza é um poder falso. Podemos ver homens que Deus projetou tanto e eles achavam que jamais seriam atingidos e hoje alguns deles estão até presos, na miséria. Somos todos vulneráveis. Apóstolo, deputado, presidente, político, promotor, todo mundo é mortal, só existe um que é auto-suficiente. Ele é único e nossa qualidade de vida vem de estarmos próximos Dele. Se ficarmos distantes, vamos desejar retornar ao vermos nossas vidas como a de porcos. Ele resolveu voltar e fez duas orações desse moço. A primeira, com a fartura foi: me dá a parte que me cabe. A outra, desvalido, a bolinha devidamente em baixa, no gramado, chega e fala: Pai, já não quero ser tratado como filho, trata-me como um de seus trabalhadores. Deus quer te colocar na fartura, te exaltar neste ano, mas depois de te exaltar, a sua oração tem de ser como a segunda dele: trata-me como um dos teus trabalhadores. Imagina se aquele filho chega no pai dizendo: não mereço nada do que o Senhor me dá, o Senhor é maravilhoso, generoso demais para comigo, olha a fartura, o ambiente em que eu vivo. Assim o Pai vai te dando mais e mais por te ver reconhecer e agradecer. A maneira como oramos é que pode estar errada. Se chegamos cheios de direito, a tendência é nos distanciarmos e desejarmos comida de porcos, mas se nos despojamos, Ele nos exalta de tal maneira que nos dá a vida e muito mais. Então, é o modelo, é a oração, a maneira como aprendemos. Tem coisas que eu e você já conquistamos na vida e acabamos conquistando mesmo com marra, com arrogância. O povo no deserto conquistou assim muito de Deus. Um exemplo é quando exigiram carne, dizendo que com faraó estavam melhor. Deus deu carne e prometeu dar de sair até pelo nariz. Mas a humildade precede a honra. Deus é maravilhoso e nos ensina como tirarmos as bênçãos das mãos Dele. Você sairá daqui hoje com a encomenda das suas orações e já recomendo: ore por mim, porque o que você pedir, Deus te dará. O jovem ousado, cheio de direito, herdeiro, havia lhe pedido a parte que lhe cabia, se sentindo injustiçado. Quando você se sugere injustiçado, diz que merece alguma coisa de Deus, porque outro recebeu. Não, nenhum de nós merece. Tudo é para nosso favor. Esse jovem mudou bastante. Eu e você já reclamamos de algumas fases ruins da nossa vida, mas olha o que a fase ruim fez com ele, que aprendizado. Foi ter desejado comer ração dos porcos que chegou ao Pai humilde. Meu irmão, se você aprender isso na sua prova, Deus vai te abençoar mais. O Pai o recebeu, deu novas roupas, sandália nos pés, achou o novilho gordo e o matou para preparar. O Pai falou para colocar um anel no dedo dele, sandálias nos pés. E que trouxessem depressa a melhor roupa. Você sabe quem é esse pai, certo? Esses filhos somos nós. Eu e você representamos um deles. Esse pai é Deus. Esse Pai é rico, rico, dono de tudo. Ele disse para colocar o anel, a sandália e trazer a melhor roupa. O Pai dá o melhor. Se existisse carro, o Pai teria mandado trazer. O pai falou para fazer um churrasco e pediu música, vamos comemorar, porque o filho estava morto e reviveu. Quem se distancia do Pai, Ele considera morto e quando se aproxima do Pai, Ele o ressuscita. Tem gente enchendo a cara por aí, botando fogo até no cabelo com fogos de artifício, achando que está vivo. Nós estamos vivos, porque estamos perto do Pai. Estar vivo é estar perto do Pai. Aquele moço, quando voltou para perto do Pai, reviveu. Deus sugere a você que reviver, mudar de vida, sair do estado de morto, moribundo, um estado de dar sentido à sua vida depende de estar em comunhão com Ele. O Pai fez uma festa. Jesus falou uma vez assim: Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. (Apocalipse 3:20). Cear é um banquete, uma festa. Ceia é para uma ocasião especial. Se você abrir a porta, Ele fará uma festa na sua vida. Foi o que o Pai fez para aquele moço. Com o melhor. E o filho mais velho via tudo. O filho mais velho tinha criados, empregados, no plural. Ele estava bem. O motivo de estarmos aqui é porque estamos bem. Mas isso não o impediu de sentir ciúmes, se indignar, ficar de mal. Ele tinha tudo e mesmo assim não se conformou. Ele chamou um dos criados para perguntar o que aconteceu e ficou indignado. O criado foi direto no novilho. O pai deu sandálias, roupas, anel, mas foi direto no novilho, porque com certeza era esse filho quem cevava. Veja o fofoqueiro o que falou. Dia e noite, Satanás sugerirá inimizade contra Deus, contra alguém, dizendo que outros são mais bem tratados que você. Tem quem chega depois e aparentemente são mais bem tratados que você. É o que aconteceu aqui, mas vamos assumir que, se está demorando, é que Deus está te preparando e a proporção do que vem para sua vida só chegará quando você estiver preparado. Igreja, o que Deus está te preparando é muito grande. Quando vem rápido demais é porque não é tão grande, quando está demorando, é tão, mas tão grande que nem você imagina a proporção. O filho mais velho tinha criados, o carinho do Pai, estava bem, mas ele era meio abestado e isso acontece conosco também. Você não tem ideia, mas Deus vê sim seu jejum, sua oração e você não tem ideia do que é capaz de fazer quando você fala com Deus. Você não tem ideia da eficácia da sua oração. Se você tivesse, oraria de manhã, de tarde, de noite e ainda oraria de madrugada. Alguns lembram na hora das bolotas do porco, mas o bom é lembrar antes. O filho mais velho não ficou insatisfeito com o que tinha. O que incomoda a gente não é o que temos, é o que os outros recebem. Na parábola dos funcionários, Jesus conta que vários empregados foram contratados para horários diferentes e começou a pagar os últimos e não os primeiros e conforme o pagamento combinado. Porque o reino dos céus é semelhante a um homem, pai de família, que saiu de madrugada a assalariar trabalhadores para a sua vinha. E, ajustando com os trabalhadores a um dinheiro por dia, mandou-os para a sua vinha. E, saindo perto da hora terceira, viu outros que estavam ociosos na praça, E disse-lhes: Ide vós também para a vinha, e dar-vos-ei o que for justo. E eles foram. Saindo outra vez, perto da hora sexta e nona, fez o mesmo. E, saindo perto da hora undécima, encontrou outros que estavam ociosos, e perguntou- lhes: Por que estais ociosos todo o dia? Disseram-lhe eles: Porque ninguém nos assalariou. Diz-lhes ele: Ide vós também para a vinha, e recebereis o que for justo. E, aproximando-se a noite, diz o senhor da vinha ao seu mordomo: Chama os trabalhadores, e paga-lhes o jornal, começando pelos derradeiros, até aos primeiros. E, chegando os que tinham ido perto da hora undécima, receberam um dinheiro cada um. Vindo, porém, os primeiros, cuidaram que haviam de receber mais; mas do mesmo modo receberam um dinheiro cada um. E, recebendo-o, murmuravam contra o pai de família, Dizendo: Estes derradeiros trabalharam só uma hora, e tu os igualaste conosco, que suportamos a fadiga e a calma do dia. Mas ele, respondendo, disse a um deles: Amigo, não te faço agravo; não ajustaste tu comigo um dinheiro? Toma o que é teu, e retira-te; eu quero dar a este derradeiro tanto como a ti. Ou não me é lícito fazer o que quiser do que é meu? Ou é mau o teu olho porque eu sou bom? Assim os derradeiros serão primeiros, e os primeiros derradeiros; porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos. (Mateus 20:1-16). O que nos incomoda é o que o outro recebe. Os que me perseguem se incomodam não por achar que Deus está em falta com o que dá para eles. O que os incomodam é ver esta igreja mais cheia. Resolveram acabar com o Valdemiro, mas como não conseguem acabar, porque Valdemiro não é árvore do homem, mas árvore plantada por Deus. Isso é errado. O filho mais velho estava tranquilo, feliz, até ouvir música e saber da festa. Ficou bicudo pelo que o irmão recebeu. Se você estiver bicudo, Deus não vai te abençoar. O que os outros recebem não pode incomodar você. Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração. (Salmos 37:4). Tem quem confunde, porque a gramática é complicada, mas isso quer dizer se agradar de Deus, estar satisfeito de Deus, que Ele satisfaz os desejos do seu coração. A tradução disso é: Fala bem de Deus o tempo inteiro. Deus não se aborrece quando você chora, Ele se aborrece quando você não fala bem Dele. Temos de fazer como o Salmo 34: Louvarei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca. (Salmos 34:1). Alguns só vem para a igreja quando tem problema, mas a igreja não é hospital, nem banco. Está alegre? Venha glorificar. Está triste? Venha agradecer a diferença que Ele fará. Eu achava, quando era novo, que o filho mais novo era o mais beneficiado, mas não. Ele deu tanto para o mais novo, mas veja o que o Pai falou ao mais velho. O pai percebeu que ele estava bicudo e falou com ele para conciliá-lo. O filho mais velho citou que era obediente e nunca recebeu nem um cabrito, mas o outro chegou de gastar os bens e ganhou o novilho cevado. E com calma, o Pai disse que tudo o que era Dele, era do filho também. Isso é muito grande, muito, muito grande, igreja. Se não nos distanciarmos Dele, seremos donos das coisas maravilhosas que Ele fez. Não faltará nada na nossa vida, pelo contrário. Basta você imaginar o que pertence a Deus, para aumentar sua visão para o que Ele te fará em 2016. Temos momentos que ficamos bicudos, mas o Pai disse que tudo o que é Dele, é nosso, por vivermos com Ele a todo instante. Tem muitos anos que essa parábola foi ensinada. Deus a diz para nós que, enquanto estivermos com Deus, tudo o que pertence a Ele nos pertence. É grande ou não é? Você já usou a expressão: "Meu Deus, estou perdido" em situação difícil, sem saída. Quando nos distanciamos de Deus, isso acontece. O maior beneficiado nessa parábola era o mais velho. Pode-se perceber que ele era tímido. Imagine quantos motivos ele teve para comemorar com os amigos, quantas conquistas, mas ele não sabia que podia, que era dele. O tempo dele, a partir dali, com certeza, todo sábado, era festa. Aquele moço ali começou a comemorar. Ou seja, quem está distante e se volta para o Pai, mesmo sem pedir, só de Deus o ver voltar, já recebe bênçãos. Mas ao que está próximo, o Pai não vê necessidade de oferecer, porque o fato de estar em comunhão com o Pai lhe dava autoridade para que ele se servisse com o que ele quisesse. Ou seja, a vida boa, com qualidade, é para aqueles que não se ausentam, não se afastam do Pai. Se você não se afastar do Pai, não há crise no mundo que afete sua vida, vai comer novilho cevado. Fica perto do Pai, igreja. O fofoqueiro falou Novilho Cevado, mas tinha mais coisas, tinha roupa, anel, sandália. O fofoqueiro queria deixar o outro bicudo, mas ninguém tem motivos para inveja. Se você não tem visto essa fartura, é porque por alguma razão você se ausentou da casa do Pai. Humilhe-se diante Dele e volte à casa do Pai. Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele; nisto, pois, procedeste loucamente porque desde agora haverá guerras contra ti. (2 Crônicas 16:9). Faltou alguma coisa ao filho que voltou? Mas e ao mais velho? O outro recebeu uma parte. Ele pediu uma parte. O Pai mencionou alguma parte ao mais velho? Deu parte ao mais velho? Não, deu tudo. Ou seja, se você quiser sua parte, Ele dá, mas se você quiser vida plena, que não falte nada, não se afaste, fica juntinho Dele que Ele te dá.

MAIS PALAVRAS

"Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam."

Hebreus 11:6
CopyRight 2019. Todos os direitos reservados. Mundial Igreja do Poder de Deus.