FAÇA SUAS DOAÇÕES ONLINE POR AQUI!
DOAÇÕES

PALAVRAS

A PALAVRA DO SENHOR TEM PODER, DEIXE ELA TRANSFORMAR SUA VIDA!

Ame ao Senhor e demonstre isso com atos de fé

Tudo o que temos nos é dado por Deus

16/05/2018

Por: Apostolo Valdemiro Santiago

Matéria de: Victor Wanderley Corrêa


Ame ao Senhor e demonstre isso com atos de fé
FOTO: Eduardo Pinto

Na bíblia, encontramos passagens onde as pessoas convidam Jesus para ir à casa delas. Há até um caso em que o próprio Jesus se auto-convidou, o caso de Zaqueu. Mas quando Jesus vê a fé – e Ele vê a fé - tudo muda na vida de quem acredita. A bíblia chama a mulher narrada na passagem em Lucas 7: 36 como pecadora e, em Israel, uma pecadora era uma mulher condenada à morte por apedrejamento. Não havia volta para ela. Na mesma passagem, sabemos que Jesus é convidado pelo fariseu Simão para jantar em sua casa. Se você observar pelos olhos espirituais, fazer um convite a Jesus é uma coisa maravilhosa e quem não vê a fé nem conhece o coração, vê nessa atitude algo especial. Quantos de nós queríamos que Jesus viesse em nossas casas. Para a sociedade, Simão fazia grande coisa e seria, se fosse de coração. As igrejas estão cheias de pessoas que convidam a Jesus para virem em sua casa e outra parte de pessoas que se prostram aos pés de Jesus. Jesus era muito mais que um profeta, mas Simão não o via assim. O valor que Deus tem para nós depende do valor que damos para Jesus. Depende muito do que Deus significa para cada um. Em 2 Crônicas 16: 9 diz que os olhos do Senhor passam por toda a terra e encontram os seus. Deus não precisa de ninguém nem de nada para conhecer o coração de cada pessoa. Quando Jesus conheceu a Natanael, disse que já o conhecia. Assim é. Deus já conhece a todos nós.

Convidar a Jesus não é o suficiente. Foi apenas depois que Zaqueu tomou uma atitude e mudou tudo, de um convite, para o arrependimento, ele recebeu salvação.

O fariseu convidou a Jesus, então uma pecadora entrou em sua casa. Aquela mulher condenada trouxe perfume e jogou aos pés de Jesus. Que diferença! Enquanto Simão, por ser da alta sociedade, conhecido e rico, se achava no mesmo patamar que Jesus, como se o Senhor fosse seu igual, aquela mulher se humilhava a Ele como Deus. Uma das primeiras vitórias é saber que não merecemos nada e tudo é alcançado pela fé. Muitos até hoje agem como Simão. Se Deus tivesse estabelecido que os benefícios viessem através de obras, não seria justo com o pobre, que nada tem a oferecer. Enquanto Simão era rico e influente, aquela mulher era condenada e estava diante do ser mais grandioso que já existiu e o reconheceu. O ser mais desprezível daquela sociedade estava diante do mais importante. É assim que Deus te vê. Nós fazemos parte dos pequenos e só um é separado entre os grandes, tenha você diploma ou não, só um é grande. Aquela mulher não ousou olhar Jesus de frente. Ela veio por trás, a seus pés, chorando, regando seus pés com as lágrimas e os enxugava com os cabelos. Beijava-lhe os pés e passava perfume. Em pensamento, Simão condenava aquela mulher e se deu mal, porque Jesus conhece o pensamento de todos nós e Jesus também conhece o tamanho da nossa fé. E ele sabia quem naquele lugar acreditava de coração Nele. Em Mateus 7: 7 diz que Jesus nos provoca para orar. Deus nos atiça porque Ele quer fazer o melhor para nós, mas Ele não pode arbitrar isso, Ele sugere para que O busquemos com fé e venhamos a pedir para que Ele faça. Jesus foi na casa do fariseu por causa da mulher pecadora. Ela não tinha o que oferecer e Jesus foi por causa dela. Hoje, Jesus vem até a igreja por nossa causa. É impossível não receber. No passado, por causa de um homem, Deus fez o sol parar, em outra vez, fez o sol retroceder. Em outra, abriu o mar. Todos eles eram homens como nós, alguns sem qualquer fama. Deus nos provoca a orar e, quando Ele permite que tudo aperte o cerco para uma situação que não tem mais solução ou fuga, esse é o ponto do milagre. Muito maior que oferecer um jantar a Jesus é se colocar à dependência, nos pés de Jesus. Aquela mulher era uma condenada e se colocou nos pés do Senhor. No pensamento de Simão, fica claro que não é pela fé ou amor que ele convidou a Jesus. Ele duvidava de Jesus, além de querer dizer a Jesus quem o Senhor deveria ou não abençoar. São as pessoas necessitadas que dizem a Jesus se Ele deve ou não as abençoar. Se você atrair a atenção de Jesus com sua fé, certamente você receberá o seu milagre. Simão pensava que Jesus queria os santos, mas estava errado, pois Jesus odeia o pecado, mas ama o pecador. Jesus respondeu a Simão com a parábola dos dois devedores. Ele sugeria que até Simão, que se sentia santo, não tinha como pagar pelos seus pecados. Não fazemos nada nem merecemos nada, tudo o que fazemos, recebemos na vida, tudo o que nós temos, recebemos de Deus. O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada. A mulher pecadora devia muito, Simão, menos. Jesus comparou os dois a Simão e deixou claro que a gratidão da mulher por Ele demonstrava que a resposta de Simão era verdadeira, quem mais foi perdoado, mais amou ao credor. Para Jesus, é mais vantagem transformar aquele que não tem mais saída do que abençoar aquele que está mais ou menos bem. É melhor mudar a história de quem não tem mais jeito, curar o desenganado. Não há situação que Jesus não possa mudar. Quanto maior é o grau de dificuldade, mais você vai glorificar quando Ele fizer o milagre. E, se você é o maior dos pecadores, hoje o sangue de Jesus te purifica. Não deixe o diabo desanimar você, ele é mentiroso. Se o seu caso é impossível, você está no ponto certo. Lembre-se, Deus ergue o desvalido e socorre o necessitado.

MAIS PALAVRAS

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida."

Provérbios 4:23
CopyRight 2018. Todos os direitos reservados. Mundial Igreja do Poder de Deus.